News nº 44 | Outubro/Novembro 2014
Mais e Melhor
A CAF no Contexto do Ensino-Aprendizagem em Medicina
A CAF no Contexto do Ensino-Aprendizagem em Medicina

António J. Marques dos Santos 
antoniosantos@medicina.ulisboa.pt 


Três anos depois da aplicação da CAF* na FMUL, fomos tentar saber junto do colega António Santos, do Projecto de Plano de Melhorias na FMUL, quais as mais-valias desta ferramenta.


A Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa teve, nos últimos 10 anos, dois desafios que contribuíram sobejamente para uma melhoria qualitativa do ensino-aprendizagem e investigação: (i) o Processo de Bolonha e (ii) a integração do ensino no curso de medicina. A introdução da ferramenta CAF na FMUL permitiu que, do ponto de vista administrativo, estivéssemos à altura destes dois acontecimentos. 

Se olharmos longitudinalmente para a evolução das boas práticas na administração pública portuguesa, a introdução do modelo CAF como ferramenta de apoio à gestão das organizações públicas é, com certeza, uma variável, entre outras, que ajuda a explicar uma evolução qualitativa e eficaz no contexto das organizações públicas. 

Foi neste sentido que os três grupos, na formação CAF, se focaram para a realização de um diagnóstico organizacional, que conseguisse reunir um plano de melhoria susceptível de implementação prática e útil no contexto da nossa organização. 

O diagnóstico final de necessidades permitiu-nos intervir em áreas de atuação transversais com resultados práticos e de implementação em áreas como: Comunicação; Processos; Bem-estar Organizacional. Comunicação: (i) Criação de um flash informativo que permite melhorar o circuito interno de informação; (ii) Análise, Actualização e Uniformização dos Conteúdos do Portal da FMUL, de modo a facilitar o acesso à informação necessária aos diversos clientes da FMUL. Processos: (i) análise de desenho dos processos e procedimentos organizacionais; (ii) reengenharia de processos já existentes; (iii) realização de auditorias internas. Bem – Estar Organizacional: inclusão do tema “conhecer para prevenir – intervir para proteger” no programa de Introdução aos novos alunos da FMUL, (ii) Organização do WorkShop “Arte de Viver”, (iii) dinamização das atividades “Pausa Ativa”. Deste processo surgiu, ainda, a necessidade de criar uma estrutura ligada à Responsabilidade Social das Organizações – “Faculdade de Ajudar”.

____________________

* A CAF (Common Assessment Framework) é um modelo europeu que serve para avaliar e melhorar o desempenho organizacional, tendo como referência princípios de Excelência
Pesquisa

Pesquise sobre todas as newsletters já publicadas pela FMUL

  PESQUISAR 

Subscrição

Subscreva a nossa Newsletter e receba todas as informações actualizadas sobre actividades, notícias, eventos e outras acções relevantes da FMUL

  

  ENVIAR 

Propriedade e Edição: Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa
Periodicidade: Mensal
Diretor: Prof. Doutor Fausto J. Pinto
Conselho Editorial: Prof. Doutor Fausto J. Pinto, Prof. Doutor Mamede de Carvalho, Profª. Doutora Ana Sebastião, Prof. Doutor António Vaz Carneiro, Prof. Doutor Miguel Castanho, Dr. Luis Pereira
Gestor de Informação: Ana Raquel Moreira
Equipa Editorial: Ana Cristina Mota, Ana Raquel Moreira, André Silva, Maria de Lurdes Barata, Rui Gomes, Sónia Barroso
Colaboração: Unidade de Relações Públicas e Comunicação - Bruno Moura
Conceção e Suporte Técnico: UTI 
Design e Implementação: Spirituc
e-mail: news@medicina.ulisboa.pt
Morada e Sede da Redação: Avenida Prof. Egas Moniz, 1649-028 Lisboa


Estatuto Editorial


Anotado na ERC