News nº 1 | Novembro de 2008
Investigação e Formação Avançada
Educação pela Ciência – Investigação na Pré-Graduação na FMUL
Educação pela Ciência – Investigação na Pré-Graduação na FMUL

Sónia Barroso, GAPIC, (+351) 217999420, sbarroso@fm.ul.pt 
Ana Sebastião, GAPIC, (+351) 217999420, anaseb@fm.ul.pt

Considero o hospital só como um vestíbulo da medicina científica, como primeiro campo de observação em que deve entrar o médico; mas o verdadeiro santuário da medicina científica é o laboratório’
Claude Bernard (1813-1878)

Numa sociedade em que conhecimento, ciência e tecnologia caminham lado a lado, cabe às universidades promover a formação e a qualificação, bem como o desenvolvimento do sistema científico e tecnológico, sendo assim necessário desenvolver sinergias entre ensino e investigação, com vista à promoção da cultura científica. 

Considerando a investigação científica como uma das componentes da educação médica, a FMUL tem desenvolvido diversas iniciativas com o objectivo de incentivar o contacto e a prática de actividades de investigação pelos seus alunos da pré-graduação. Pretende-se que os alunos amplifiquem as suas competências na formulação de hipóteses concisas, na análise objectiva e rigorosa de factos, no espírito crítico sobre as conclusões. Estas competências, imprescindíveis à prática de investigação científica, são de igual relevância para a prática médica. Assim, considera-se que independentemente da continuidade, ou não, de actividades de investigação quando do exercício da actividade clínica, a exposição precoce à investigação científica é uma mais valia na formação do futuro médico. 

O aluno da FMUL tem pois à sua disposição um conjunto de ferramentas, umas integradas no plano curricular, como Estágios de Investigação Laboratorial, Iniciação Pedagógica, Investigação Clínico Laboratorial, Investigação Clínica e Investigação na Comunidade, outras que vão além do plano curricular, como o Programa “Educação pela Ciência”. 

O Programa “Educação pela Ciência”, da responsabilidade do GAPIC, surgiu em 1996, por iniciativa do Professor David Ferreira, então coordenador do gabinete. Este programa tem permitido aos alunos participarem directamente no delineamento e execução de projectos de investigação laboratorial ou clínica, integrados numa equipa de investigação, sob orientação de um tutor, que conjuntamente com o aluno se constitui como núcleo fundamental para a execução do projecto. Os projectos são executados ao longo de um ano, podendo a sua calendarização ser concentrada em períodos específicos do ano lectivo ou ser espaçada no tempo consoante a disponibilidade do aluno e do tutor, e as características do projecto. 

Os objectivos deste programa são possibilitar, o contacto activo e directo dos alunos com o método científico, incentivar a redacção objectiva de um projecto científico, garantir a qualidade, rigor e espírito crítico necessários à sua execução, promover a adequada gestão dos recursos e ainda, estimular a divulgação e discussão pública dos resultados, nomeadamente num ‘workshop’ anual, organizado pelo GAPIC para esse fim. 

O Programa “Educação pela Ciência” não pretende em cada ano abranger um elevado número de alunos. Pretende sim, criar condições para que alunos muito motivados possam executar um projecto de investigação ao longo de um ano. Não é redundante com outras iniciativas da FMUL de incentivo à investigação científica, tendo enquadramentos temporais e materiais distintos. Estamos conscientes das limitações de disponibilidade de tempo por parte dos alunos, inerentes a uma componente curricular que tem que ser cumprida e não pode ser negligenciada. Estamos pois cientes da energia e motivação necessárias para que o aluno possa e queira transpor essas limitações, fazendo, ainda que temporariamente, um compromisso com a investigação científica, necessariamente absorvente, que não pode ser encarada como um ‘hobby’ que se faz irregularmente e nas horas de lazer. 

Durante as 11 edições do Programa “Educação pela Ciência” foram financiados 167 projectos dos 184 submetidos, envolvendo cerca de 272 alunos distribuídos pelos 2.º ao 6.º anos curriculares, os quais foram realizados em 30 Unidades de Investigação; foi atribuído um financiamento global de € 394.991,88 a que corresponde um financiamento médio por projecto de € 2.365,22 (Gráfico disponível em: http://www.fm.ul.pt/FMLPortal/UserFiles/File/GAPIC/Grafico_Geral.pdf). 

Estes números revelam o empenho activo por parte dos órgãos de gestão da FMUL, das unidades de investigação, dos docentes, dos investigadores e dos alunos no Programa. 

O Programa “Educação pela Ciência” tem sido submetido a avaliação anual tanto por alunos como por tutores, sendo patente uma opinião favorável; os alunos porque têm obtido experiência e formação na área da investigação e os tutores porque têm tido oportunidade de estimular a prática de investigação junto dos mais novos. 

Um estudo realizado pelo GAPIC sobre o impacto da participação dos (ex)alunos no Programa “Educação pela Ciência” revelou também uma análise positiva. Para a maioria dos 53 inquiridos, as principais razões ou motivações para participarem no Programa foi obter experiência na área da investigação (67,9%) e ter curiosidade pela prática de investigação (64,2%). Consideraram que a sua participação permitiu, sobretudo, desenvolver a capacidade de conceber, conduzir experiências e analisar os respectivos resultados (96,2%), adquirir novos conhecimentos (94,3%) e obter formação ao nível da investigação (92,5%). É de salientar que 34% dos inquiridos continuaram a desenvolver actividades de I&D, dos quais a grande maioria tem apresentado comunicações científicas (66,7%) e publicado artigos científicos (33,3%). Quanto às suas expectativas, a grande maioria dos (ex)alunos inquiridos pretende desenvolver actividade de investigação científica (94,3%), ter possibilidade de manter qualquer forma de ligação a instituições de ensino superior ou laboratório do Estado (92,5%), continuar a participar em congressos e encontros científicos (92,5%), bem como em cursos de formação na área da investigação (92,5%). 

Estes dados são indicadores do bom acolhimento por parte dos alunos aos incentivos à investigação científica ao nível da pré-graduação. A FMUL, através de iniciativas como o Programa “Educação pela Ciência”, continuará a ser promotora de uma cultura científica junto dos seus alunos, os “nossos” futuros médicos, docentes e investigadores

Outros Artigos

Pesquisa

Pesquise sobre todas as newsletters já publicadas pela FMUL

  PESQUISAR 

Subscrição

Subscreva a nossa Newsletter e receba todas as informações actualizadas sobre actividades, notícias, eventos e outras acções relevantes da FMUL

  

  ENVIAR 

Propriedade e Edição: Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa
Periodicidade: Mensal
Diretor: Prof. Doutor Fausto J. Pinto
Conselho Editorial: Prof. Doutor Fausto J. Pinto, Prof. Doutor Mamede de Carvalho, Profª. Doutora Ana Sebastião, Prof. Doutor António Vaz Carneiro, Prof. Doutor Miguel Castanho, Dr. Luis Pereira
Gestor de Informação: Ana Raquel Moreira
Equipa Editorial: Ana Cristina Mota, Ana Raquel Moreira, André Silva, Maria de Lurdes Barata, Rui Gomes, Sónia Barroso
Colaboração: Unidade de Relações Públicas e Comunicação - Bruno Moura
Conceção e Suporte Técnico: UTI 
Design e Implementação: Spirituc
e-mail: news@medicina.ulisboa.pt
Morada e Sede da Redação: Avenida Prof. Egas Moniz, 1649-028 Lisboa


Estatuto Editorial


Anotado na ERC