News nº 8 | Agosto/Setembro de 2009
Reportagem / Perfil
A Biblioteca CDI da FMUL no paradigma da era digital
A Biblioteca CDI da FMUL no paradigma da era digital

Emília Calado Clamote
António Vaz Carneiro

Biblioteca – Centro de Documentação e Informação
tels. 44162, 44164 
e-mails: clamote@fm.ul.pt; avc@fm.ul.pt


A Biblioteca–CDI da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FMUL procura desenvolver competências de aprendizagem e crescimento que lhe permitam concretizar a visão de “ser uma biblioteca de referência a nível nacional e internacional, exemplar nas metodologias de actuação e actualização, com enfoque no cliente – o utilizador da documentação e informação”.

Salas de leitura e pesquisa multimédia
Fig. 1 – Salas de leitura e pesquisa multimédia

Na sua missão de “organizar, gerir e difundir recursos e fontes documentais, de modo a contribuir com pertinência e evidência para a educação, investigação e tomadas de decisão na prática médica”, constitui seu principal objectivo ser suporte dinamizador do ensino e investigação na FMUL, pelo desenvolvimento, preservação e disponibilização das fontes documentais reunidas ao longo de quase dois séculos de existência.

No actual contexto de globalização da era digital, a Biblioteca-CDI prossegue como estratégia fundamental a disponibilização de recursos electrónicos através dos seguintes procedimentos:
• Transição progressiva e sustentada de uma colecção em suporte papel para uma colecção também largamente electrónica na FMUL;
• Transição da consulta presencial e do acesso a recursos electrónicos apenas disponíveis na Biblioteca, para um modelo de assinaturas institucionais via internet facultando o acesso e consulta fora da Biblioteca, 24horas / 7dias por semana, onde quer que o utilizador se encontre, via VPN (virtual private network). 


O portal da Biblioteca-CDI e a gestão dos recursos electrónicos 

Através do portal da Biblioteca-CDI, a gestão e divulgação dos recursos electrónicos desenvolve-se nas seguintes vertentes:
• constituir a Biblioteca digital da FMUL,
• ser a face virtual da Biblioteca FMUL,
• ser instrumento de marketing e de informação ao serviço da comunidade em geral.

Enquanto biblioteca digital da FMUL, o Portal constitui um ponto único de acesso às diversas fontes de informação em suporte digital, facilitando a orientação e consulta dos diversos recursos, organizando acessos a informação considerada relevante para os objectivos da Instituição, apresentando ainda notícias de relevo no âmbito da documentação e informação biomédicas.

Enquanto face virtual da Biblioteca da FMUL apresenta e divulga os recursos e serviços, desenvolve a prestação de serviços à distância, explora possiblidades que atenuem as limitações de espaço com que a Biblioteca se debate.

Enquanto instrumento de Marketing constitui-se como pólo informativo para a comunidade em geral promovendo a imagem da FMUL para o exterior. 

Fig. 2 –Portal da Biblioteca-CDI
Fig. 2 –Portal da Biblioteca-CDI

Selecção e gestão dos recursos electrónicos 

As funcionalidades da Web, associadas ao desenvolvimento da tecnologia de digitalização em formato PDF, levaram os editores a disponibilizar, cada vez mais, as versões electrónicas das suas publicações. 

Surgiram também intermediários e consórcios como resposta às necessidades dos editores e das bibliotecas para fazerem face aos elevados custos associados à disponibilização das publicações em ambiente electrónico. 

A política de aquisições e de desenvolvimento de colecções da Biblioteca-CDI tem uma perspectiva integrada dos vários recursos, na medida em que o formato electrónico se insere na continuidade da colecção impressa e cobre áreas ou domínios não subscritos por estas. As colecções impressas e electrónicas são vistas como um todo que contribuem para a coerência de toda a colecção. 

São articuladas as necessidades dos utilizadores e as potencialidades das ofertas do mercado, nomeadamente novos produtos que combinem títulos de maior relevância e que possam suprir lacunas, apresentadas por anteriores produtos subscritos pela Biblioteca. 

Com a subscrição do Consórcio B-on, a nível governamental, em 2004, foi dado o salto quantitativo e qualitativo na disponibilização de recursos electrónicos para as Bibliotecas do Ensino Superior em Portugal. 


Principais recursos electrónicos disponíveis na área do Portal O3 - Biblioteca Digital 

Periódicos Electrónicos – Lista de A a Z do conjunto de títulos de periódicos, com links directos ao texto integral. Esta lista engloba a colecção de periódicos electrónicos assinados pela Biblioteca-CDI e ainda os acessos por cortesia do editor. 

Destacamos nesta colecção o conjunto dos periódicos editados pela BMJ Publishing. 
http://group.bmj.com/products 

Assinaturas da Nature Publishing, entre elas Nature, Nature Genetics e Nature Medicine. http://www.nature.com/nature/archive/index.html 

B-on Consórcio que agrega os principais editores de periódicos electrónicos, numa plataforma comum, para acesso a mais de 18 000 revistas electrónicas. Subscrição feita a nível governamental para as Instituições de Ensino Superior. 

Uptodate e Dynamed Bases de dados que disponibilizam informação clínica de diversas especialidades com base em evidências científicas, permitindo aos clínicos a resolução de problemas na prática clínica com recurso à Medicina Baseada na Evidência 

EndNoteWeb Gestor de referências bibliográficas, disponível gratuitamente na Web. 

ISI Web of Knowledge Portal de informação científica, desenvolvido pelo Institut for Scientific Information e que integra 4 bases de dados, onde destacamos o Journal Citation Report que permite avaliar o ranking dos periódicos e a Web of Science onde é possível consultar índices de citação de autores e da produção científica.
Subscrição feita a nível governamental para as Instituições de Ensino Superior. 


Análise estatística da utilização dos recursos electrónicos da Biblioteca-CDI 

Com o objectivo de avaliar o nível de utilização dos recursos electrónicos, bem como o grau de satisfação face a estas colecções, foram distribuídos inquéritos aos utilizadores, entre 9 e 15 de Junho de 2009, nas instalações da Biblioteca-CDI, no Instituto de Bioquímica e nas Clínicas Universitárias de Pediatria e Neurologia.
Apresentamos a seguir os dados estatísticos referentes à análise de uma amostra de 43 utilizadores (27 mulheres e 16 homens). 

Nível de Habilitações dos utilizadores
Gráfico 1 – Nível de habilitações dos utilizadores

Distribuição por categorias profissionais
 Gráfico 2 – Distribuição por categorias profissionais


Frequência de consulta
Gráfico 3 – Frequência de consulta

Tipo de suporte do recurso consultado
Gráfico 4 – Tipo de suporte do recurso consultado


Necessidade de apoio na pesquisa

Gráfico 5 – Necessidade de apoio na pesquisa

Relevância das publicações
 Gráfico 6 – Relevância das publicações 


Local de consulta de recursos
Gráfico 7 – Local de consulta dos recursos 

Grau de satisfação com as colecções
Gráfico 8 – Grau de satisfação com as colecções

Da análise das respostas aos inquéritos consideramos que a maioria dos inquiridos consulta os periódicos electrónicos em detrimento dos periódicos impressos, reconhecendo a este formato vantagens sobre as publicações em papel. Estas vantagens são apontadas também pelos inquiridos que têm preferência pelo documento impresso e prendem-se com questões de acessibilidade, dentro do espaço físico da biblioteca e fora dela, reconhecendo a importância do serviço disponibilizado pela FMUL através de VPN, assim como com um horário 24h/7dias por semana. 

Os recursos electrónicos implicam competências ao nível de pesquisa ainda não adquiridas por todos os utilizadores. Assim, um número relevante de inquiridos afirma necessitar de ajuda na consulta das bases de dados, o que denota a importância da formação dos utilizadores a este nível e o papel que a Biblioteca deverá desenvolver em prol da literacia da informação.

Apesar de todas as potencialidades reconhecidas aos recursos electrónicos, gostariamos de terminar com as seguintes reflexões: 

The quality and quantity of library space continues to be of critical importance to the life of the University. Students want to work and study in the Libraries, within reach of print resources, with reliable internet connectivity, with high-end workstations equipped with specialized software, with excellent printing and copying services, and with expert staff nearby for consultation and assistance” 

In "Strategic Plan: 2006-2009 / Columbia University Libraries”

Os livros de leitura, aqueles em que pegamos do princípio ao fim, vão permanecer porque ainda não inventaram nada melhor. Já os livros de consulta serão substituídos pelos hipertextos, mais eficientes, económicos e a ocupar menos espaço. Longa vida ao livro no próximo milénio!” 

Umberto Eco em http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq31109809.htm

Os computadores nunca serão demasiados, os livros é que serão sempre poucos” de Marty Petricca

Pesquisa

Pesquise sobre todas as newsletters já publicadas pela FMUL

  PESQUISAR 

Subscrição

Subscreva a nossa Newsletter e receba todas as informações actualizadas sobre actividades, notícias, eventos e outras acções relevantes da FMUL

  

  ENVIAR 

Propriedade e Edição: Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa
Periodicidade: Mensal
Diretor: Prof. Doutor Fausto J. Pinto
Conselho Editorial: Prof. Doutor Fausto J. Pinto, Prof. Doutor Mamede de Carvalho, Profª. Doutora Ana Sebastião, Prof. Doutor António Vaz Carneiro, Prof. Doutor Miguel Castanho, Dr. Luis Pereira
Gestor de Informação: Ana Raquel Moreira
Equipa Editorial: Ana Cristina Mota, Ana Raquel Moreira, André Silva, Maria de Lurdes Barata, Rui Gomes, Sónia Barroso
Colaboração: Unidade de Relações Públicas e Comunicação - Bruno Moura
Conceção e Suporte Técnico: UTI 
Design e Implementação: Spirituc
e-mail: news@medicina.ulisboa.pt
Morada e Sede da Redação: Avenida Prof. Egas Moniz, 1649-028 Lisboa


Estatuto Editorial


Anotado na ERC