News nº 14 | Maio de 2010
Reportagem / Perfil
Entrevista ao Director da Clínica Universitária de Cardiologia, Prof. Doutor Mário G. Lopes
Entrevista ao Director da Clínica Universitária de Cardiologia, Prof. Doutor Mário G. Lopes
Prof. Mário G. Lopes
mario.lopes@hsm.min-saude.pt 


- Génese da Clínica Universitária de Cardiologia 

A Clínica Universitária de Cardiologia (CUC) da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FMUL) teve a sua génese em 1955 com o Prof. Doutor Eduardo Coelho, que criou o Serviço de Cardiologia do Hospital de Santa Maria e o Centro de Cardiologia do Instituto da Alta Cultura. Em 1987, a Clínica é oficializada, sendo o seu Director o Prof. Doutor Salomão Sequerra Amram que, juntamente com o Prof. Doutor Fernando de Pádua e o Doutor Carlos Ribeiro, dinamizou esta importante área académica. Seguiu-se a Prof. Doutora Maria Celeste Vagueiro e o Prof. Doutor Hugo C. Madeira na Direcção desta Unidade da FMUL. Em 2005, o Prof. Doutor Mário G. Lopes assumiu a função de Director da Clínica Universitária de Cardiologia. 

No sítio Zappiens (http://zappiens.pt/), da responsabilidade da Fundação para a Computação Científica Nacional (FCCN), temos a possibilidade de conhecer muitos dados históricos sobre a Clínica Universitária de Cardiologia, através das entrevistas, gravadas em vídeo, a quatro antigos Directores, na altura em que se comemoraram os 20 anos da oficialização desta unidade estrutural da nossa Instituição.

Prof. Doutor Salomão Sequerra Amram
http://zappiens.pt/video.php?id=237

Prof. Doutor Fernando de Pádua
http://zappiens.pt/video.php?id=254
http://zappiens.pt/video.php?id=255

Prof. Doutor Carlos Ribeiro
http://zappiens.pt/video.php?id=238
http://zappiens.pt/video.php?id=241

Prof. Doutora Maria Celeste Vagueiro
http://zappiens.pt/video.php?id=253
http://zappiens.pt/video.php?id=252 



- Funções e Actividades

A Clínica Universitária de Cardiologia desenvolve as suas actividades em três áreas principais:

1 - O ensino pré-graduado da Medicina Cardiovascular que se dedica à patologia mais frequente na população adulta a nível global, e que é a causa número um da mortalidade em Portugal. Actualmente ensinamos, por ano, quase 400 alunos do Mestrado Integrado da FMUL. Acrescem os alunos do Programa Erasmus, que anualmente frequentam as nossas acções de formação. Participamos ainda no ensino pós-graduado de médicos cardiologistas (na fase de formação inicial e de actualização), bem como de outros elementos da equipa de saúde, como enfermeiros e cardiopneumologistas. 

As actividades de ensino desenrolam-se em vários anos do curriculum, pretendendo-se realçar a rotação em cardiologia da disciplina de Medicina I do 4º ano (que é frequentada por todos os 400 alunos) e noutras actividades optativas, ou de escolha, a saber: 

• Disciplina opcional de Cardiologia (5º ano) - 40 alunos
• Trabalho final do mestrado do 6º ano - 13 alunos
• Estágio Tutorado de Cardiologia (5º ano) - 6 alunos
• Estágios de Investigação (5º ano) - 4 alunos
• Cursos Livres de ECG I e II e Ecocardiografia I e II (4º ano) - cerca de 140 alunos em cada
• Curso Livre de Telemedicina Clínica (5º ano) - 10 alunos
• Curso Livre de Geriatria I e II (5º ano) – 40 alunos
• Curso anual de Ecocardiografia
• E-learning utilizando plataforma Moodle (campus.ul.pt)
• 6º Curso de Computador de Bolso em Medicina

2 - Na área de investigação científica, a Clínica Universitária de Cardiologia tem uma longa e frutuosa tradição, que se traduz por contar actualmente com sete doutores activos (e mais outros seis jubilados), que obtiveram os seus títulos na Universidade de Lisboa em temas tão diferenciados como a vectocardiografia, a coronariografia, a ecocardiografia, a morte súbita, as técnicas de diagnóstico em cardiologia, a imagiologia avançada, a cintigrafia cardíaca, a ecocardiografia de sobrecarga, a miocardiopatia hipertrófica e a genética cardiovascular. Em 2009, um licenciado concluiu o seu doutoramento na nossa Clínica Universitária com aprovação e um nosso interno de cardiologia foi aceite para o Programa de Doutoramento da Fundação Calouste Gulbenkian.

O Centro de Cardiologia da Universidade de Lisboa é a estrutura que apoia a nossa investigação.

Mais recentemente, outras linhas de investigação têm vindo a ser introduzidas, abordando a fase inflamatória das síndromes coronárias agudas, a cardiologia de intervenção (angioplastia coronária, encerramento de shunts intra-cardíacos, oclusão do apêndice auricular esquerdo), a ressincronização cardíaca, a optimização das metodologias de pacing cardíaco permanente, o cardioversor-desfibrilhador implantado, a ressonância magnética cardíaca, as novas técnicas de ecocardiografia (strain, 3D) e a telecardiologia.

A participação nas organizações científicas, da responsabilidade da Sociedade de Cardiologia (Portuguesa ou Europeia, entre outras), tem sido intensa, quer na apresentação de conferências, comunicações e moderações de sessões, quer ainda no exercício de funções nessas instituições. O actual Director da Clínica Universitária de Cardiologia foi designado como Presidente-eleito da Sociedade Portuguesa de Cardiologia para o biénio 2011/2013.

3 - A actividade comunitária da Clínica Universitária de Cardiologia é a que acarreta o maior peso (quantitativo e qualitativo) para os recursos humanos disponíveis. Todos os nossos membros têm funções no Serviço de Cardiologia I do Centro Hospitalar Lisboa Norte – Hospital Sta Maria onde a direcção do serviço é assumida pelo director da Clínica Universitária de Cardiologia. O serviço universitário funciona 24 horas/dia, 7 dias por semana, no principal Hospital do SNS português, onde o Serviço de Urgência de adultos chega a ter 800 doentes por dia.

As patologias cardiovasculares são altamente prevalentes e são a causa de internamento urgente em cerca de um terço de todas as admissões. O serviço dispõe de 39 camas, pratica todas as técnicas diagnósticas e terapêuticas da cardiologia actual em realce para as Técnicas Diagnósticas Não-Invasivas e para as Técnicas Invasivas de Intervenção (hemodinâmica, intervenção coronária e outras e electrofisiologia invasiva e pacing).

Os indicadores hospitalares que se resumem no quadro documentam bem a intensidade, variedade e complexidade da nossa actividade diária. O Controlo de Qualidade, a aplicação da Telemedicina e a Economia da Saúde em Cardiologia constituem áreas de investigação operacional específicas da responsabilidade assistencial, em que a Clínica Universitária de Cardiologia participa. 


- Missão Pedagógica 

A nossa missão pedagógica é participar no ensino dos 400 alunos que anualmente atingem os anos clínicos e que exigem uma formação actual em Medicina Cardiovascular dentro da perspectiva do “lifelong learning”. O processo de aprendizagem-ensino baseia-se na metodologia da Resolução de Casos Clínicos, quer reais na enfermaria ou nas consultas, quer virtuais em aulas de treino de tomada de decisão.

Para além das metodologias tradicionais (aulas teóricas, teórico-práticas e práticas), temos vindo a investir na utilização das novas tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) no processo de aprendizagem-ensino da Medicina Clínica. Desde 2005 que temos vindo a publicar digitalmente Aulas Virtuais (quer na intranet da FMUL quer em DVD), utilizando as aplicações Adobe Presenter ou Microsoft Producer, com a colaboração activa da Unidade de Tecnologias de Informação – Meios Audiovisuais da nossa Faculdade. Actualmente, foram já publicadas 33 aulas, abordando os temas que a Clínica Universitária de Cardiologia tem vindo a ensinar: Cardiologia, Metodologias de Aprendizagem, Geriatria e TIC. Estas Aulas podem ser acedidas em http://www.fm.ul.pt/#3103


- Recursos Materiais e Instalações

A Clínica Universitária de Cardiologia tem uma actividade variada e intensa. Os recursos materiais e, principalmente, as instalações, são insuficientes. Aguardamos já há alguns anos os benefícios que necessitamos para melhorar o nosso desempenho. Destes benefícios o mais urgente é o apoio secretarial, que actualmente é inexistente. 



- Equipa da Clínica Universitária

Em 2009, a equipa da Clínica Universitária de Cardiologia era constituída por nove docentes, dos quais cinco doutorados (três a 100% na FMUL): um professor catedrático, dois professores associados (um com agregação) e dois professores auxiliares convidados (30%). Tínhamos, ainda, a colaboração de dois professores convidados, que partilhamos com a disciplina do ciclo pré-clínico, um professor clínico convidado e três assistentes convidados. A equipa conta ainda com a colaboração de três docentes voluntários (livres). O Prof. Doutor Hugo C. Madeira, jubilado desde 2008, tem mantido uma regular actividade, quer na área da investigação científica, quer na docente, tendo assegurado o ensino dos alunos do Programa de Erasmus.
A equipa da Clínica Universitária de Cardiologia não dispõe de qualquer apoio específico adicional. 



- Parcerias dentro do Centro Académico de Lisboa

A ligação ao Centro Hospitalar Lisboa Norte (CHLN) e ao Instituto de Medicina Molecular (IMM) é diária e intensa. A Clínica Universitária de Cardiologia participa activamente nas actividades assistenciais, de formação pós-graduada de médicos (actualmente com sete internos da Especialidade de Cardiologia e um Ciclo de Estudos Especial de Arritmologia Invasiva), de formação pós-graduada de outros licenciados (enfermeiros, cardiopneumologistas) e na investigação clínica, nomeadamente em Ensaios Clínicos. 

Com o IMM as principais linhas de colaboração centram-se na Genética Cardiovascular em algumas patologias cardiovasculares: miocardiopatias hipertróficas, QT longo e curto, paramiloidose do tipo português e aneurisma da aorta.


- Expectativas futuras 

A Clínica Universitária de Cardiologia tem um longo e nobre passado e um presente interventivo. A nossa visão para o futuro passa pela continuação da melhoria da nossa capacidade realizadora nas várias vertentes da nossa responsabilidade (investigação científica, ensino-formação e apoio comunitário), de forma a continuarmos a ombrear com unidades equivalentes da Europa e do mundo avançado.






Legenda:
1. Sala de Cateterismo Cardíaco/Intervenção e de Electrofisiologia Invasida do Serviço de Cardiologia I, CHLN-HSM (Maio 2010)
2. Monotorização e Controlos da Sala de Cateterismo Cardíaco/Intervenção e de Electrofisiologia Invasida do Serviço de Cardiologia I, CHLN-HSM (Maio 2010)
3. Ecocardiografia-à-cabeceira, portátil, da Unidade de Técnicas Não-Invasivas do Serviço de Cardiologia I, CHLN-HSM (Maio 2010)
4. Ecocardiografia Avançada (3 D, Stain, etc...) do Laboratório de Ecocardiografia da Unidade de Técnicas Não-Invasivas do Serviço de Cardiologia I, CHLN-HSM (Maio 2010)
5. Laboratório de Ergometria da Unidade de Técnicas Não-Invasivas do Serviço de Cardiologia I, CHLN-HSM (Maio 2010)
6. Recepção da Unidade de Cardiologia Não-Invasiva do Serviço de Cardiologia I, CHLN-HSM (Maio 2010)


Outros Artigos
Pesquisa

Pesquise sobre todas as newsletters já publicadas pela FMUL

  PESQUISAR 

Subscrição

Subscreva a nossa Newsletter e receba todas as informações actualizadas sobre actividades, notícias, eventos e outras acções relevantes da FMUL

  

  ENVIAR 

Propriedade e Edição: Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa
Periodicidade: Mensal
Diretor: Prof. Doutor Fausto J. Pinto
Conselho Editorial: Prof. Doutor Fausto J. Pinto, Prof. Doutor Mamede de Carvalho, Profª. Doutora Ana Sebastião, Prof. Doutor António Vaz Carneiro, Prof. Doutor Miguel Castanho, Dr. Luis Pereira
Gestor de Informação: Ana Raquel Moreira
Equipa Editorial: Ana Cristina Mota, Ana Raquel Moreira, André Silva, Maria de Lurdes Barata, Rui Gomes, Sónia Barroso
Colaboração: Unidade de Relações Públicas e Comunicação - Bruno Moura
Conceção e Suporte Técnico: UTI 
Design e Implementação: Spirituc
e-mail: news@medicina.ulisboa.pt
Morada e Sede da Redação: Avenida Prof. Egas Moniz, 1649-028 Lisboa


Estatuto Editorial


Anotado na ERC