Raquel Moreira
Equipa Editorial
news@medicina.ulisboa.pt 



 



Evolução dos paradigmas na Psiquiatria Clínica
 


A Profª Doutora Maria Luísa Figueira proferiu a sua Lição de Jubilação, no Grande Auditório da Faculdade de Medicina, no passado dia 31 de Outubro. A Aula teve como temática “Evolução dos paradigmas na Psiquiatria Clínica”, tendo sido dado enfoque para a importância da interligação entre a investigação e as práticas clínicas. 

“É um dia muito especial, numa longa carreira que permitiu viver muitos momentos bons, que me levaram a aprender muito e também a ensinar, quer nas aulas como em artigos e investigações em que participei” referiu. 

Olhando para o passado, sublinhou o impacto positivo da perspetiva eclética do especialista Barahona Fernandes e recordou o pânico que sentiu na sua primeira consulta: “Estava no final do primeiro ano de internato quando substitui o psiquiatra Fragoso Mendes, do Hospital Júlio de Matos. O peso da responsabilidade era muito grande, mas consegui.” 

O Presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar Lisboa Norte, Dr. Carlos Neves Martins, referiu no seu discurso que “Tudo se deve ao seu sentido de missão e à forma como sempre trabalhou: escuta ativa, aposta na inovação e partilha entre pares”, salientando o seu impar percurso clínico e académico. 

Qualidades reconhecidas também pelo Professor Daniel Sampaio, atual diretor do Serviço de Psiquiatria e Saúde Mental do CHLN. Definiu a Professora como uma “autoridade mundial na investigação e tratamento da doença bipolar”, e congratulou-se pelo facto de continuar no serviço, com uma consulta semanal deperturbação bipolar. 

O Diretor da FMUL, o Professor José Fernandes e Fernandes, também se sentiu “honrado” por entregar a medalha de mérito da instituição “a quem tanto tem contribuído para a qualidade na Saúde Mental, quer em termos clínicos como académicos.” Caracterizando-a como uma pessoa “com uma competência tranquila, vasta cultura científica e humanista, dedicada aos doentes, com interesse pelo ensino e pela investigação”. 

 


A Professora tem tido actividade bastante intensa na investigação, nomeadamente sobre psicopatologia e psicofarmacologia, esquizofrenia, doença bipolar (é co-autora das guidelines sobre doença bipolar da Federação Mundial das Sociedades de Psiquiatria Biológica), psicolinguística, modelos cognitivos e fenomenologia. Estudou também a relação entre a obra de criadores e psicopatologia, mas, preveniu, sem procurar relações de causalidade. Ensinou Psicopatologia, Neurofisiologia, Neuropsicologia, Psicologia Cognitiva e Psicofisiologia da Linguagem. Porém, admitiu, “a clínica é o aspecto mais importante de toda a minha actividade. Assisti à importância crescente da Psiquiatria no interior da Medicina”. 



 


Lançamento do Manual de Psiquiatria Clínica 

A obra teve o seu lançamento no dia da Jubilação da Professora Maria Luísa Figueira. É uma edição da Lidel e teve o patrocínio da Servier, reúne textos de 32 especialistas e teve, para além da Professora Maria Luísa Figueira, outros dois coordenadores: o Professor Daniel Sampaio, atual diretor do Serviço de Psiquiatria e Saúde Mental do Centro Hospitalar Lisboa Norte, e Professor Pedro Afonso, professor auxiliar de Psiquiatria da Faculdade de Medicina de Lisboa.